Pesquisar este blog

8.22.2011

Spekulatius Bolachas Belgas

Spekulatius




Em Bruxelas, as bolachas Spekulatius são consideradas uma especialidade local, contudo, a sua origem é controversa. A palavra spéculoos (ou a variante spéculos), que apareceu por volta de 1925, é provavelmente derivada do neerlandês speculass, que designa uma doçaria semelhante. Mas ao procurar uma origem de Bruxelas, é citado o nome de um pasteleiro chamado Van den Spigel como o inventor das bolachas Spekulatius e que lhes deu o seu nome, que em latim é speculum (espelho). Outra origem provável é também a origem da palavra latina species, com a qual eram designadas, no Império Romano, as especiarias que caracterizam as bolachas Spekulatius.
Mas o facto de a etimologia não estar desvendada não prejudica de forma alguma o sabor, especialmente se as bolachas Spekulatius forem preparadas segundo a receita do avô de Christian Nihoul. Esta doçaria típica do inverno, é oferecida às crianças no dia de São Nicolau, sendo também muito apreciada acompanhada de café ou chá.
Depois de a massa preparada tir endurecido no frigorífico, é necessário alguma força para estendê-la, pois a massa é muito compacta e só dá de si quando trabalhada vigorosamente com o rolo da massa. As bolachas Spekulatius conservam-se frescas durante muito tempo, sem perder o seu sabor.




Para 8 pessoas

500 g de manteiga

750 g de açúcar de cana mascavado

250 g de açúcar de cana branco

125 ml de leite

2 ovos

1 kg de farinha

25 g de canela

7 g de especiarias (noz-moscada, cravinho, pimentão, coentros)

30 g de fermento em pó

1 pitada de sal





1. Envolver todos os ingredientes para a massa de Spekulatius sobre a superfície de trabalho e amassar cuidadosamente. Deixar a massa repousar durante 24 horas num local fresco.

2. Estender a massa com o rolo da massa sobre uma superfície de trabalho enfarinhada. Enfarinhar também um molde em madeira e encher com uma parte da massa.




3. Pressionar a massa no molde e cortar a borda com um utensílio para cortar queijo. Aquecer previamente o forno a 180 °C.

4. Deitar as bolachas Spekulatius ainda cruas sobre um tabuleiro ligeiramente untado com manteiga. Levar ao forno durante 30 minutos. Retirar do tabuleiro e deixar arrefecer. As bolachas Spekulatius conservam-se frescas durante muito tempo e são um excelente acompanhamento para um café.


Um comentário:

Sandra Batista disse...

Ficaram um luxo estas bolachas, amei!!
Beijinhos