Pesquisar este blog

5.07.2012

Aligot esta delicia que vem da França

O Aligot

Este prato requintado, originário do pays d’Aubrac no coração do Maciço Central, é composto essencialmente por puré de batata, perfumado com um toque de alho e queijo. O segredo do sucesso reside na incorporação lenta do queijo, cortado em fatias finas, no puré até que ele derreta progressivamente e comece a «fiar».





A sua especificidade reside no grau de maturação do queijo escolhido: um tomme bem fresco, indispensável à untuosidade do resultado final. O aligot é preparado com Laguiole jovem, queijo célebre de Aveyron e, quando é com Cantal de Auvergne jovem, toma o nome de truffade e as batatas não são reduzidas a puré.
Exportado da sua terra natal para ser degustado em toda a região e no território francês, é um verdadeiro prato de festa em torno do qual nos encontramos com prazer. Assim que o queijo fica em longos fios, servimos imediatamente, acompanhado por um tinto de Garonne, com muitos taninos e frutos vermelhos ou de um rosé do tipo Buzet.








Preparação: 15 minutos – Cozedura: 45 minutos
Para 6 pessoas






• 1,5 kg de batatas (tipo Bintje, variedade para puré)
• 600 g de queijo fresco de Laguiole
• 2 dentes de alho picados
• 225 g de manteiga suave 
• 15 a 20 cl de leite
• sal e pimenta moída






1. Descascar as batatas. Cortá-las aos pedaços do mesmo tamanho para que a cozedura seja uniforme. Cozinhá-las num tacho com água bem salgada, a lume baixo, durante cerca de 25 a 35 minutos. Verificar a cozedura com a ponta de uma faca, que deve penetrar facilmente.
2. Enxugar as batatas com cuidado e esmagá-las de forma a fazer um puré bem homogéneo. Colocá-lo no lume baixo e mexer durante cerca de 5 minutos para o secar. Já fora do lume, adicionar ao puré manteiga cortada aos bocados. Cortar o queixo em fatias muito finas.




3. Aquecer o leite e depois adicioná-lo, pouco a pouco, no puré, sem forçosamente colocar tudo, e misturar para obter uma consistência macia mas firme. Adaptar a quantidade em função da consistência pretendida. Adicionar o alho picado, colocar as fatias do queijo na parte de cima e depois voltar a colocar o tacho em lume brando e misturar bem, mexendo de baixo para cima. O queijo derrete gradualmente e começa a formar fios. O “aligot” está pronto quando o queijo estiver totalmente derretido. Rectificar o tempero e servir.







Acompanhamento proposto: carne vermelha refogada, fatias de toucinho ou salsichas grelhadas, de caça pequena.
Vinho aconselhado: tinto de Garonne, com taninos e aroma a frutos vermelhos, ou um rosé.




Nenhum comentário: