Pesquisar este blog

5.17.2012

FRITZ KARL VATEL, CREME DE CHANTILLY E O CASTELO DE CHANTILLY NA FRANÇA



Creme Chantilly, nobre por excelência






De origem incerta, acredita-se que foi inventado no Século XVII, ao norte de Paris, França, no famoso Castelo de Chantilly, de propriedade do Príncipe de Condé, o qual servia aos ilustres visitantes um creme fabricado na própria leiteria. O creme, pela leveza e sabor, passou a ser apreciado, ostentando o nome local, e imperou em mesas requintadas.
Na época, a cozinha do castelo era comandada pelo suíço Françoise Vatel. Detentor de receitas deliciosas, Vatel contribuiu para tornar famosos os banquetes excepcionais oferecidos no castelo. A cozinha francesa ganhava mais um galardão.
Ficou registrado na História a festa de três dias que o Príncipe de Condé organizou para receber o rei Luis XIV e sua corte. Após dela ocorreu o trágico suicídio do famoso cozinheiro.
O método de fazer o creme foi repassado oralmente. Da época, restaram esparsos registros. Um fator indelével é a constatação de que a qualidade do creme chantilly está relacionado à temperatura dos ingredientes e do movimento de bater, com a condição de que o creme de leite deva estar com 35% de gordura.
O Castelo de Chantilly data da Idade Média. Cercado de florestas, foi erguido sobre uma rocha rodeada de água, dando a impressão de tratar-se de uma ilha. A arquitetura é uma mescla dos estilos inglês, francês e chinês, dotado de beleza extraordinária.
Na atualidade, o castelo abriga o famoso restaurante “La Carpinterie”, especializado em comida de Século XVII. Vale a pena visitá-lo, a fim de saborear-se o autêntico creme chantilly, considerado o “crème de la crème”, e extenda o passeio pelo o museu e os agradáveis jardins.
Se ainda não o provou, não perca tempo... Vá conhecer mais um alimento que a natureza caprichou para seu paladar.




Já a combinação clássica de creme chantillycom morango foi inventada pelo marquês Luis de Cussy, responsável pelo cardápio de morangos de Napoleão Bonaparte. Em 1819, ele criou – por ordem do patrão – uma sobremesa que deveria lembrar o sangue de seus homens em guerra com a Espanha e a paz que todos esperavam alcançar.


O CASTELO DE CHANTILLY







Henri d’ Orleans, duque d’Aumale,(1822-1897) quinto filho do rei Louis Philippe e de Marie-Amélie de
Bourbon –Sicile, ultimo proprietario do Castelo de Chantilly ,lega em 1884 ao Instituto de France,onde era
membro de duas Academias,o castelo e suas imensas coleções., com a condição de abrir o Museu Condé
ao publico apos sua morte.



Seu irmão,François Ferdinand d’Orleans ,principe de Joinville (1818-1900) almirante casa em 1842 com a
princêsa Francisca Carolina de Bragança,filha de Dom Pedro 1° imperador do Brasil e rei de Portugal, e de
Dona Leopoldina da Austria, e irmã de Dom Pedro II°, imperador do Brasil.



O dote da Princêsa são as terras em Santa Catarina,hoje cidade de Joinville,cidade dos Principes .
E interessante notar que Chantilly é cidade Principesca (Cité Princière)
O duque d’Aumale era proprietario de uma usina de açucar em Pirabeiraba, municipio de Joinville, Santa
Catarina, que ficou nas mãos dos Orleans até 1921.



MAIS FOTOS INTERESSANTES DO CHATEAU DE CHANTILLY









FRITZ KARL VATEL



O universo deve o creme a um doido fantástico, Fritz Carl Vatel (1635-1671). Um doido que morreu cedo, aos 36 anos de idade. Aliás, um doido que se suicidou a fim de não se desonrar. Um empregado de salão, rigorosamente suíço, Vatel provocou a atenção dos senhores da casa palacial de Chantilly e, jovem ainda, pelo seu charme e pela sua competência, ficou famoso nas cortes da França.





Impossível desvendar se a preciosidade aconteceu propositadamente ou acidentalmente. Verdade que o leite da região de Chantilly, onde Vatel se alojou aos 27 anos de vida , era mais gorduroso e , por isso mesmo, mais apropriado à bateção que o transformaria numa pasta vaporosa e densa. Melhor: depois das suas experiências iniciais, ao resultado da sua combinação, Vatel adicionou açúcar. Maravilha. Imbatível maravilha, o creme Chantilly.




Fritz Vatel nasceu na Suiça em 1631 e viveu na França, onde ficou famoso por sua excentricidade, que para muitos beirava à loucura. O mundo deve a ele a invenção do creme Chantilly, quando era organizador de festas no castelo de mesmo nome.





Charmoso e competente conquistou as cortes francesas. Obcecado, prezava perfeição acima de tudo. Aos 36 anos, em 1671, não suportou a notícia de que peixes encomendados para uma festa não chegariam e suicidou-se. Os peixes foram entregues. 



INFORMAÇÕES

www.domainedechantilly.com

Reservação: reservations@domainedechantilly.com

– Tel.: +33 (0)3 44 27 31 80 (53/ 52/ 51)

Commercial: tourisme@domainedechantilly.com

– Tel. : +33 (0)3 44 27 31 67































Nenhum comentário: